Ensino, Linguagem e Sociedade:

O aprimoramento do ensino em espaços de educação formal e não formal do semiárido baiano requer o aprofundamento multidisciplinar da formação de professores para entender as peculiaridades regionais, que produz os contornos dos modos de existência locais, permitindo que instituições, sujeitos e demais coletivos sociais posicionem frente às realidades educacionais. A área de concentração “Ensino, Linguagens e Sociedade” oferece uma proposta ampla para articular linhas de pesquisa que tratam da relação entre: a) ensino, linguagens e identidades, b) ensino saberes e práticas educativas e c) ensino, sociedade e ambiente. Essas questões serão subsidiadas por disciplinas compostas por discussões multidisciplinares que envolvam formulações dos humanos e não humanos que habitam e produzem a experiência do semiárido e formulações relacionadas aos ensinos de Biologia, Geografia, História, Letras e Matemática. Pretende-se assim reconhecer a importância de saberes e práticas dos grupos locais, inclusive dos que existem fora dos contornos da universidade, para elaborar reflexões, práticas e produtos educacionais que envolvam sujeitos, instituições e distintos grupos locais, em tono de questões como gênero, sexualidade, raça, subjetividades, discurso, cultura.

Linha I – Ensino, Linguagens e Identidades:

A linha se constitui como um espaço de discussão e produção de conhecimentos interdisciplinares que congreguem estudos acerca de diversas práticas de ensino formal (Educação Básica) e não formal e suas relações com diferentes linguagens – modalidades de comunicação humana verbal e/ou não verbal – e processos identitários. Trata das interrelações dos fatores históricos, culturais e linguístico-discursivos de um grupo social e/ou de uma dada sociedade, a partir dos quais os sujeitos constroem suas identidades. Articula a dimensão teórica e prática da educação com discursos materializados em diversificadas esferas das atividades linguageiras e sociais na perspectiva de fomentar a realização de produtos e processos educacionais.

Docentes Associados à Linha I:

Elisabete da Silva Barbosa

Gildeci de Oliveira Leite

Jairo Carvalho do Nascimento
Janaina de Jesus Santos
Márcia Cristina Lacerda Ribeiro
Sidnay Fernandes dos Santos
Zoraide Portela Silva

Linha II – Ensino, Saberes e Práticas Educativas:


A linha investiga a escola de educação básica como um espaço cultural e institucional, procurando articular sujeitos (professores, alunos e gestores) aos saberes, às práticas e aos processos educativos, na perspectiva de constituir um campo de pesquisa profícuo para o entendimento da realidade escolar brasileira. Considerando a diversidade de temas presentes nos processos educativos, essa linha dedica-se a estudar a cultura escolar, a história dos currículos e das disciplinas escolares, as práticas de leitura, a construção de processos de aprendizagem, a interdisciplinaridade, os manuais escolares, o campo das Diversidades (étnica, racial e de gênero) e sua interface com propostas escolares, o espaço escolar, os arquivos escolares.

Docentes Associados à Linha II:

Eliana Márcia dos Santos Carvalho
Gabriela Silveira Rocha
Genilson Ferreira da Silva

Ginaldo Cardoso de Araújo
Marinalva Nunes Fernandes
Nilma Margarida de Castro Crusoé
Núbia Regina Moreira
Wilson da Silva Santos
Manoel Alves de Oliveira (colaborador)

Linha III – Ensino, Sociedade e Ambiente:

Desenvolve pesquisas e produtos educacionais a partir da descrição de práticas de ensino em espaços formais (educação básica) e não formais situados em comunidades urbanas e rurais que produzem modos de existência em territórios de identidade do semiárido (caatinga, cerrado, alto sertão e outros). Nesta linha, as pesquisas deverão “pensar” e “fazer” as suas questões e práticas com os grupos locais, estabelecendo conexões entre saberes e práticas das escolas e dos demais espaços comunitários com vistas ao aprimoramento dos processos de ensino-aprendizagem das disciplinas escolares. Esses produtos devem considerar as práticas sociais desenvolvidas fora da escola e os conhecimentos prévios dos estudantes (seus esquemas explicativos do mundo) que informam as perspectivas dos moradores do semiárido. Para oportunizar a participação de diferentes sujeitos, as questões de gênero, sexualidade e raça que são subjacentes à existência das comunidades nas quais as escolas investigadas estão situadas são centrais para esta linha.

Docentes Associados à Linha III:

Claudio Bispo de Almeida

Elizeu Pinheiro da Cruz
Jaqueline dos Santos Cardoso
Luciete de Cássia Souza Lima Bastos
Maria Lúcia Porto Silva Nogueira
Nivaldo Osvaldo Dutra
Ricardo Franklin de Freitas Mussi
Wagnervalter Dutra Júnior
Maria Goreth e Silva Nery (colaboradora)